SOMA

Desenvolvimento Humano


Dicas

Algumas orientações para você fazer o seu currículo:


Como seu currículo pode ser o aspecto que determina se você será chamado para participar de um processo de seleção, aí seguem algumas sugestões para confeccioná-lo:
1) Use papel A4 , de cor banca e sem capa inicial;
2) Elimine dados pessoais do tipo número de identidade, CPF, título de eleitor, filiação, etc. Coloque apenas seu nome, endereço, data de nascimento, contatos (fones, e-mail, etc);
3) Evite tirar xerox de seu currículo e procure fazer cópias através de impressoras sempre que possível;
4) Faça revisão quanto a erros gramaticais e/ou ortográficos. Normalmente erros dessa natureza têm um impacto negativo quanto ao seu perfil profissional;
5) Zele pela aparência de seu currículo. Para isso escreva de forma clara e didática, evitando a poluição visual;
6) Não se estenda em demasia nas informações. Seu currículo deve ter no mínimo 2 folhas e, no máximo, 4 folhas, dependendo da sua experiência profissional. Caso você possua experiência apenas de estágio, admite-se apenas 1 folha.
7) Destaque sua profissão ou seu objetivo de cargo como título, logo abaixo dos dados objetivos (nome, endereço, etc.);
8) Cite as empresas anteriores e atual em que trabalhou ou trabalha, constando cargos ocupados, período e atividades desenvolvidas em cada uma delas como por exemplo:
:: Empresa Y
:: Cargo (s): X, Y e Z
:: Período: ___/___/____ a ____/____/_____
:: Atividades:( enfatize as principais vivências profissionais de forma resumida).

O primeiro contato é decisivo para a imagem que o selecionador terá de você e sua continuidade no processo de seleção. Normalmente este primeiro contato ocorre por telefone. Seja agradável, demonstrando disponibilidade e interesse em saber do que se trata. Caso não possa conversar no momento que o selecionador telefonou, diga isso educadamente e peça o número do telefone para retornar em seguida.

Algumas sugestões que podem auxiliá-lo no processo de seleção


1) Esteja atento a sua apresentação pessoal ao participar de entrevistas, dinâmicas de grupo, etc. Vista-se de maneira discreta, sem exageros em decotes, roupas coloridas e/ou extravagantes, maquiagem, adornos (jóias e bijouterias), comprimento de saias/vestidos sem, entretanto, abrir mão de seu estilo pessoal, buscando adequá-lo à situação do momento.
2) Tenha postura adequada durante o processo de entrevista: coloque seu celular no silencioso ou desligue, não sente-se de forma “relaxada” demais como se estivesse no sofá de sua casa. Não esqueça de jogar a bala ou o chiclete fora antes de ingressar na sala do entrevistador.
3) Procure controlar a ansiedade e manter atitude serena, sem esfregar demais as mãos e/ou balançar as pernas, enfim, cuide dos tiques nervosos.
4) Fale o suficiente, nem demais e nem de menos. Procure responder o que é perguntado sem excesso de rodeios, buscando ser objetivo.
5) Ressalte suas qualificações sem exageros e sem falsa modéstia, porém, mantendo a humildade, de forma simpática e agradável.
6) Cuide da forma de se expressar verbalmente. A clareza, a firmeza e o tom de voz sempre são avaliados num processo e você pode ganhar alguns pontos nesse item.
7) Finalmente, seja você mesmo, seja transparente e não tente simular e/ou procurar responder o que pensa que o entrevistador está querendo ouvir. Se isso acontecer, em algum momento você irá se “trair”, o que pode lhe prejudicar na avaliação final.
8) Tenha controle da ansiedade durante todo o processo pois normalmente ele é composto de várias etapas e pode se “arrastar” por um tempo mais longo do que foi previsto. Saiba lidar com essa questão procurando seguir as instruções do selecionador do tipo, telefonar para saber de retornos somente na data agendada.

Saiba como abordar sobre o salário que, via de regra, é um momento desconfortável:


1) Esteja aberto ao processo de comunicação que é necessário nesse momento. Se sua meta é mudar de empresa, comece quebrando as barreiras pra facilitar esse processo.
2) Informe-se sobre o mercado e estabeleça um nível razoável para salário, benefícios, bônus, etc. Procure defender sua pretensão salarial com base em sua experiência e competência profissionais.
3) Muitos negociadores procuram ter reações “hostis”. Evite essas situações fazendo ofertas razoáveis e apropriadas, permanecendo firme até que o outro lado apresente uma boa razão para que você mude.
4) Se você perceber que a proposta recebida está muito longe de sua expectativa, pense em outra proposta a fim de estabelecer um acordo. Ceda em sua pretensão e tente ajusta-la à situação, sem se armar para um combate.
5) Você somente deve falar sobre a proposta salarial, após ter “encantado” o empregador. Para isso, concentre seus esforços em conquistá-lo para só depois falar sobre valores.
6) Não há necessidade de ser exato no momento de responder a pergunta “quanto você pensa em ganhar”? Você pode responder “algo em torno de tanto”. É importante você deixar claro que está familiarizado com o mercado.
7) Outros interesses devem satisfazer sua lista de necessidades que não apenas a salarial tais como: possibilidade de ascensão, desenvolvimento profissional, participação nos resultados, desafios profissionais, etc. Deixe esses aspectos claros para o futuro empregador.
8) Evite comportamentos inflexíveis e trabalhe para chegarem a um consenso, procurando ouvir e entender o ponto de vista do futuro empregador e, paralelamente, demonstre que você também espera o mesmo da empresa.
9) Somente desligue-se de seu atual emprego após todos os detalhes acertados e de sentir segurança e compromisso por parte de seu futuro empregador.

SOMA - Brasília
SRTVN Quadra 701 - Ed. Centro Empresarial Norte
Bloco "A" - salas 812/814/816
Cep: 70710-200 - Brasília-DF
Fone: (*61) 3030-3131

2017 © SOMA Desenvolvimento. Todos os direitos reservados.